Ibope apresenta proposta de ampliação de amostragem de audiência

Na última semana, o Ibope apresentou a seus clientes uma proposta de ampliação da amostragem para medição de audiência de TV no Brasil.

Prestes a ganhar uma concorrência no país, o instituto alemão GFK, o Ibope se reuniu com agências de publicidade e emissoras para apresentar projetos que visam reduzir a margem de erro dos dados.

Atualmente, a empresa afere audiência de TV em 4.500 domicílios no Brasil. A primeira ideia é que a amostragem suba para 5.850 residências, com um custo adicional de R$ 10 milhões anuais.
Hoje, o Ibope recebe ao todo cerca de R$ 90 milhões por ano de seus clientes.

A segunda proposta elevaria a amostra para 6.700 domicílios, com um extra de R$ 17 milhões por ano. Já a terceira ideia conta com uma amostragem de 7.900 casas, pelo valor de R$ 26 milhões a mais.

Só a base de São Paulo, a principal para o mercado da TV, passaria de 800 para 2.160 domicílios.
Segundo informações da coluna “Outro Canal”, o GFK pretende entrar no Brasil com uma amostragem de 8.000 domicílios – 35% a mais que a atual do Ibope.

O institulo alemão tem um orçamento inicial de R$ 50 milhões por ano.
Procurado, o Ibope confirma a proposta de ampliação, mas diz que isso foi um pedido de seus clientes.

Natelinha

Sobre Henrique

Adoro escrever sobre TV, sou fánatico pela Record!

Publicado em 11/06/2013, em AUDIÊNCIA, EMISSORAS, O MUNDO DA TV e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Comente com bom senso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s