Programação do SBT se transformou em peça de museu


Silvio Santos e Ary Toledo no “Programa Silvio Santos”

No meio de todo este tiroteio na Record e das diversas modificações que a Globo realizounos últimos tempos, o SBT, graças ao “Carrossel” e meio que fingindo de morto, soube tirar proveito da situação e melhorar a sua posição na audiência. Se ainda está longe de ser qualquer maravilha, pelo menos se colocou na briga em condições mais interessantes.

Só que é preciso saber o que realmente pensa a sua direção. Daniela Beyruti, quando assumiu o comando dos trabalhos e muito provavelmente levada pelo canto da sereia, realizou tentativas para transformar o SBT em uma nova MTV. MTV que hoje está na situação que todos sabemos. Evidente que não deu certo, mas o curioso foi a guinada de 180 graus. Se em nada se modernizou, o desejo de investir cada vez mais no antigo foi amplificado.

A impressão, aqui do lado de fora, é que nas frequentes reuniões do seu “comitê artístico”, toda conversa ou discussão deve girar em torno do que “agora nós vamos desenterrar do arquivo?”.

O SBT, aos poucos, se transformou num perfeito museu. Está com uma imagem de coisa velha no ar. Alguém, por acaso, se atreve dizer qual foi verdadeiramente a sua grande novidade nos últimos anos? Mais complicado ainda é saber até quando o seu arquivo irá resistir.

Flávio Ricco

Anúncios

Sobre Henrique

Adoro escrever sobre TV, sou fánatico pela Record!

Publicado em 23/05/2013, em EMISSORAS, O MUNDO DA TV, SBT e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Comente com bom senso!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s